quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

ABRINDO ESPAÇO PARA O NOVO!!!






Que tal começar o ano nos desapegando do que é velho, está ocupando espaço, guardado para "algum dia quando precisar", já não tem utilidade, está estragado, ou  está guardando para reciclar, fazer aquele trabalhinho tão lindo que viu aqui no blog, mas nunca faz?
Então, algumas dicas iniciais. Se não vai aproveitar, dê para quem possa utilizar, mande para reciclagem, ou LIXO!!!
Cuidado ao colocar fora remédios, material eletrônico, pilhas. Informe-se sobre a forma correta de fazê-lo.




Passo 1
Veja o que você tem em casa e que não precisa mais como:

- revistas antigas
- encartes de supermercado
- revistinhas tipo avon, submarino, de propaganda jornais
- cosméticos fora de validade
- medicamentos fora de validade
- tudo fora de validade
- canetas sem tampa
- canetas velhas
- caixas de sabão em pó vazias
- escovas de dente velhas
- meias sem par
- garrafas vazias
- brinquedos inúteis do mcdonald’s
- esponjas, panos de prato e de limpeza velhos
- potes de sorvete vazios
- sapatos velhos que não tenham reparo
- roupas velhas e furadas que não tenham reparo
- elásticos e prendedores de cabelo velhos
- coisas que você não usa nem vê utilidade (no geral)
- sachês de catchup e temperos de fa(s)t-food
- papéis e livros da faculdade
- trabalhos de escola das crianças
- livros escolares antigos
- panelas e potes que você não usa mais ou odeia
- caixas vazias
- comidas velhas na geladeira
- listas telefônicas antigas
- disquetes velhos
- cds antigos de computador
- programas antigos de computador
- pilhas e baterias velhas
- acessórios velhos e inúteis de computador
- pôsters que jamais vai usar nas paredes
- velas queimadas
- coisas que você sabe que jamais usará
- frascos vazios de shampoos, hidratantes, coisas do tipo
- lingerie velha
- tupperwares sem tampa e velhos
- artigos de cozinha quebrados, tipo xícaras
- óculos de sol velhos ou quebrados que você jamais irá arrumar
- registros médicos antigos que não têm mais importância
- lençóis e fronhas velhas e sem conjunto
- travesseiros e colchões velhos
- perfumes velhos ou que você odeia
- cds que você não gosta ou não ouve
- ímas de geladeira que não importam
- material de artesanato estacionado
- caixinha de costura
- folhetos de comidas entregues em domicílio
- fitas de vídeos que não funcionam mais

Fonte: www.vidaorganizada.com
Imagem: http://felipson.wordpress.com



Passo 2


A Organização:


1 – Que tipo de bagunça você tem?
Para responder a essa pergunta, você precisa separar toda a tralha guardada por tipo. Isso mesmo! Vá lá e categorize tudo o que você tem por tipo ou funcionalidade: jardinagem, brinquedos, artesanato, ferramentas, esportes, etc. Use o princípio do “cada um com seu cada um” para começar o processo de organização.

2 – Qual a utilidade de coisas quebradas?
Nenhuma! Concorda? Então, se elas não têm conserto, por que você ainda guarda? Tenha a coragem de se desfazer disso tudo. Desapegue e destine esses brinquedos, equipamentos ou o que quer que seja que estejam quebrados para a reciclagem.

3 – Você precisa manter tudo o que tem?
Depois que você separou os objetos por categoria e já sabe o que não serve mais e que será destinado para o lixo reciclável, deve ter se dado conta de que ainda ficou bastante coisa que tem algum uso, não é?
Repare só:
*Tem algo que foi emprestado? Devolva!
 *Tem algo que você não usa? Doe!
*Quer vender o que tem? Promova um bazar num encontro real, ou você pode promover algo no espaço virtual.

4 – Quanto você tem de espaço?
Uma vez que ficou definido isso, o que sobrou é o que temos para guardar malas, caixa de ferramenta, caixas da árvore e enfeites de Natal, etc. Seja realista e defina o tanto de espaço que você tem para guardar o que realmente precisa ser guardado.

5 – Planeje onde vai guardar cada coisa.
Já está decidido o que você vai manter guardado e onde isso tudo vai ficar? Ótimo! Agora pense em como você vai fazer isso. Olhe para tudo o que foi mantido e que está separado por categorias. Do que você precisa para manter essas coisas juntas, cada uma em seu lugar? Caixas, organizadores, sacos? Planeje e providencie o que é necessário.

6 – Tudo que precisa ser guardado tinha que estar ali?
Seus álbuns de fotografia não deveriam estar no canto da bagunça, certo? Eles precisam estar num local de fácil acessibilidade tão logo a vontade de matar a saudade chegue. Será que não é na sala? Da mesma forma, seus livros precisam estar em um outro local, como o escritório, concorda?
Procure manter nesse tipo de local “da bagunça” – e que deixará de ter esse nome depois de todo esse processo – as coisas que você precisa guardar mas que acessa com pouca frequência, a exemplo do que escolhi por aqui: malas, árvore e enfeites de Natal, caixa de ferramenta, etc.

7 – Amplie as possibilidades de armazenamento.
Verifique se você precisa ampliar seu espaço de armazenamento colocando prateleiras, por exemplo. As paredes oferecem isso para você, e tudo não precisa ficar só no chão. Até mesmo a porta pode ser útil, porque nela você pode fixar ganchos para pendurar coisas. Use a criatividade a seu favor!

8 – “Cada um com seu cada um”…
Lembra que você usou esse princípio na hora de categorizar os objetos? Siga o mesmo na hora de guardá-los. Não misture as coisas, porque na hora de procurá-las você vai saber onde estão pelo tipo e/ou funcionalidade. Seu tempo e paciência agradecem!

9 – Identifique e simplifique!
Use etiquetas ou o que quer que seja para você identificar o que tem em cada caixa, mala ou saco/sacola. Isso é um reforço para simplificar a localização dos objetos, sobretudo se você estiver com pressa na hora da procura.

10 – Mantenha a ordem.
Agora que está tudo em ordem, aprenda a tirar as coisas do lugar, usá-las e devolvê-las para o lugar certo. Se você voltar a jogar tudo por lá de qualquer jeito, como fazia antes, todo esse trabalho terá sido em vão. Daqui ‘pra frente, a escolha é sua…

Fonte: http://www.bichafemea.com



2 comentários:

jane regina kindlein disse...

É o que estou fazendo exatamente no dia de hoje.
Já foi tudo revirado. Fazendo lugar para a volta de uma das filhas, por bons motivos, o que me deixa muito feliz.
Estou me preparando para o ano das transformações.
Minha afilhada bruxinha precisa me dizer o que o universo vai mandar para a dinda ariana. Aliás, preciso do email da Letícia.
Um ótimo Ano de 2012 para vocês, que eu amo muito.
Jane

oppacombr disse...

Adorei as dicas e o design meio clássico a tocar no rústico. Aproveito pra deixar uma boa dica de design de interior, a oppa.com.br . A oppa.com.br é a primeira empresa de serviço de comércio eletrônico voltada para móveis de design contemporâneo do Brasil.